quinta-feira, 27 de julho de 2017

Estrela Cadente nos filmes de Steven Spielberg




O visionário diretor Steven Spielberg, que possui três Oscars na bagagem (2 por diretor e um como produtor), é conhecido mundialmente por suas fantasias, ficções-científicas e dramas históricos com vasto número de efeitos especiais e temas sentimentais. Fascinado pelo espaço, Spielberg já demonstrou isto em produções que exploram a possibilidade de existência de UFOs e extra-terrestres como "Contatos Imediatos do 3° Grau"(1977), "E.T. - O Extra-Terrestre"(1982), "A Guerra dos Mundos"(2005) e "Indiana Jones e o Reino da Caveira de Cristal" (2008).

Uma das marcas registradas do diretor, é inserir cenas de estrelas cadentes em alguns de seus filmes e produções. 

O fascínio do diretor por estrelas cadentes vem desde a infância, segundo a biografia ‘Steven Spielberg: A Biography’ de Joseph McBride, quando criança, seu pai Arnold Spielberg,  durante a noite, inesperadamente o conduziu para fora da cama e colocou-o no carro para o que seria uma jornada decisiva. Seria a primeira vez que Steven testemunharia a beleza do espaço de primeira mão. Seria a primeira vez que ele viria uma chuva de meteoros de perto. Seria o ponto de partida para o seu interesse no espaço e seu uso de estrelas cadentes. O próprio Steve Spielberg relatou o evento:

"Eu não sabia o que estava acontecendo. Foi assustador. Minha mãe não estava comigo. Então pensei: 'O que está acontecendo aqui'? [Meu pai] tinha uma garrafa de café e trazia cobertores, e dirigimos por cerca de meia hora. Nós finalmente puxamos para o lado da estrada, e havia um par de pessoas, deitadas de costas, no meio da noite, olhando para o céu. Meu pai encontrou um lugar, espalhou o cobertor e nós dois nos deitamos.

Ele apontou para o céu e havia uma magnífica chuva de meteoro. Todos esses incríveis pontos de luz atravessavam o céu. Era uma exibição fenomenal, aparentemente anunciada antecipadamente pelo escritório meteorológico. Meu pai realmente me surpreendeu - Na verdade, ele estava  com medo de mim! Ao mesmo tempo, no entanto, eu estava tremendamente atraído pela fonte, para o que estava causando isso ."

"TUBARÃO" (1975)
 

A primeira vez que isto ocorreu foi no filme "Tubarão"(Jaws) em 1975, em uma cena final na qual o personagem Chefe Martin Brody interpretado por Roy Scheider se prepara para enfrentar o terrível tubarão branco no seu barco "Orca". A cena foi gravada de manhã, e é possível ver em um determinado momento com o céu quase escuro, uma estrela cadente cortando a tela ao fundo. A cena foi rápida e... não foi proposital. Sim, não existe quaisquer efeitos especiais na cena, realmente quando estavam filmando a cena, uma estrela cadente apareceu na filmagem. Spielberg considerou aquilo como uma benção e passou a usar através de efeitos, as estrelas cadentes em vários de seus filmes.






CONTATOS IMEDIATOS DO 3° GRAU (1977)

Seu filme seguinte em 1977, "Contatos Imediatos do 3° Grau"( Close Encounters of the Third Kind),  sobre o tema extra-terrestre e ufologia, obviamente levou a uma nova cena com estrela cadente ao fundo da Devi's Tower, antes do aparecimento da nave mãe.





 INDIANA JONES E O TEMPLO DA PEDIÇÃO (1984)
  
Na única aventura do Indiana Jones em que uma estrela cadente aparece, foi quando Indy(Harrison Ford) e Short Round discutem no alto de um morro tendo a vila indiana de Mayapore ao fundo.




  
  
DE VOLTA PRA O FUTURO PARTE III (1990)

Não são apenas em alguns filmes dirigidos por Spielberg, mas também em suas produções, possivelmente uma homenagem do diretor do filme ao produtor Spielberg.  Com foi o caso de “De Volta Para o Futuro III”(1990) dirigido por Robert Zemeckis. Em uma cena em que Doc Brown(Christopher Lloyd) e Clara Clayton(Mary Steenburgen) estão observando as estrelas e acabam se beijando é possível notar uma estrela cadente ao fundo.




Fonte:



Um comentário: